Publicado em: terça-feira, 04/06/2013

Santos contradiz Barcelona e afirma para DIS que vendeu Neymar por R$ 47 milhões

Santos contradiz Barcelona e afirma para DIS que vendeu Neymar por R$ 47 milhõesO Barcelona (ESP) fez com que a desconfiança que o grupo DIS tinha sobre o Santos em relação a valores gastos na transferência de Neymar aumentassem. A empresa afirma que o Peixe comunicou em uma reunião durante a última semana, que a negociação havia sido fechada em 17 milhões de euros, aproximadamente R$ 47,2 milhões. Porém a equipe da Catalunha divulgou um valor muito superior pela venda do jovem atacante durante a entrevista após a apresentação do craque no Estádio do Camp Nou, durante a segunda-feira (3).

O vice-presidente Josep María Bartomeu do Barcelona disse que a equipe gastou 57 milhões de euros (aproximadamente R$ 160 milhões), para a compra. Deste total, 10 milhões de euros (cerca de R$ 27,7 milhões) haviam sidos adiantados para o atleta. Por causa disso, a DIS aponta que o Santos deveria repassar 47 milhões de euros (aproximadamente R$ 130 milhões) e não apenas 17. O clube contava com 55% de direitos econômicos do atacante, a DIS com 40%, e a Teisa, que é um investidor ligado ao Peixe, teria os 5% restantes. A DIS espera a apresentação oficial dos documentos, porém tem convicção de que irá à Justiça caso haja irregularidades.

Questionado sobre divisões de valores, o vice-presidente do Barcelona afirmou que não pode comentar devido ao contrato. Ele diz que existem cláusulas para que não revelem a porcentagem que cada um irá levar, por causa das empresas. Ele diz que há um acordo e não podem falar, se for permitido ele afirma que divulgará o percentual no futuro.

O vice-presidente Odílio Rodrigues do Santos questiona a atitude que o cartola espanhol teve e negou que não transparência do clube Alvinegro, ele diz que houve um contrato que foi assinado por duas partes e a assinatura dele está lá, então todos chegaram a concordar e Rodrigues diz que o Santos não iria quebrar, pois prestam conta para o Conselho Fiscal.