Publicado em: sexta-feira, 10/08/2012

Santa Catarina tem mais uma morte em decorrência da Gripe A

Santa Catarina tem mais uma morte em decorrência da Gripe ADe acordo com informações da Secretaria de Saúde de Santa Catarina, foi confirmada ontem mais uma morte em função do vírus causador da influenza A (H1N1), mais conhecida como gripe suína. O óbito constatado tratava-se de uma mulher com 58 anos de idade. A morte ocorreu ainda no dia 26 de julho na cidade de Governador Celso Ramos e estava em investigação. Segundo o boletim da Secretaria de Saúde, a paciente não possuía nenhuma outra doença grave. Ela percebeu os primeiros sintomas no dia 12 de julho que corresponde a 28ª semana do ano. O estado de Santa Catariana é o que apresenta maior número de mortes até o momento desde janeiro deste ano. Foram 73 ao todo, com destaque para o município de Blumenau. Mesmo com esse anuncia, a morte havia ocorrido em julho e só foi registrada ontem depois da investigação. Há duas semanas que o estado não tem novos registros de mortes. Essa informação contribui para ressaltar a afirmação feita pelo Ministério da Saúde de que o auge da doença já passou e ficou concentrada da 25ª semana do ano. Segundo o ministério a tendência é de diminuição de casos e o pico já foi ultrapassado há quase dois meses.

Rio Grande do Sul registra duas novas mortes

Ontem o Rio Grande do Sul confirmou mais duas mortes em decorrência da doença. A Secretaria de Saúde confirmou que estas são as duas primeiras mortes referentes ao mês de agosto. Ambos os óbitos foram registrados na cidade de São Borja no dia 8. Trata-se de uma mulher de 68 anos e de um homem de 54. Ambos não sofriam de outras doenças graves. O relatório da Secretaria de Saúde do estado também ressaltou que se percebeu queda das mortes a partir da 28ª semana no ano. Ao todo o estado tem até o momento 55 mortes.