Publicado em: domingo, 09/09/2012

Sambista Roberto Silva morre no Rio de Janeiro

Roberto Silva, um importante cantor e compositor carioca e que ficou conhecido como o ‘príncipe do samba’, morreu na madrugada deste domingo, 9 de setembro, por volta das 3h30 da manhã. O musico tinha um câncer na próstata, que foi diagnosticado há seis meses, estava com 92 anos de idade.

Na última quarta-feira, 5 de setembro, ele teve um AVC (Acidente Vascular Cerebral) e foi levado para o hospital. No unidade de saúde, os médicos descobriram que alguns órgãos de Roberto já tinham parado de funcionar. O músico, que ainda estava lucido, pediu para ser levado para casa e chamou seus familiares.

Parentes de diversas regiões do país foram para a casa de Roberto Silva a pedido dele. O cantor e compositor morreu em paz, ao lado das pessoas que ele amava e que os amavam.

O cantor Zeca Pagodinho foi um dos artistas que veio a público para lamentar a morte de Roberto Silva. De acordo com ele, o sambista era uma pessoa do bem e que dedicou grande parte da sua vida para a música.

Apesar de ter nascido em Copacabana, Roberto Silva foi criado em Inhaúma e foi lá que ele começou a cantar. Por conta do seu estilo e da sua voz grave, ele se destacou no cenário musical da época. Ele trabalhou na Rádio Nacional e depois na Tupi, onde ficou por 17 anos. Foi lá que ele ganhou o apelido de príncipe do samba, como ficaria conhecido para sempre.

Mesmo com a idade avançada, Roberto Silva continuava fazendo shows e estava bem. Ele, que completou os 92 anos de idade em abril, deixa sete filhos e trinta netos, bisnetos e tataranetos. O velório e o enterro do sambista aconteceram neste domingo.