Publicado em: quinta-feira, 24/07/2014

Sam Smith revela que seu álbum de estreia foi inspirado em um amor não correspondido por um homem

Sam Smith revela que seu álbum de estreia foi inspirado em um amor não correspondido por um homem O cantor Sam Simith, tem feito cada vez mais sucesso com seu álbum de estreia lançado em maio “In the Lonely Hour”, suas músicas ultrapassam as fronteiras e estão nas paradas dos dois lados do Atlântico, em uma entrevista ele conta a inspiração de seu single veio do amor não correspondido por um homem.

O cantor nunca havia comentado publicamente sobre sua opção sexual, hoje com 22 anos, o londrino contou em primeira mão em uma entrevista ao site de música “The Fader”, que todo o álbum se trata de um homem pelo qual ele era apaixonado, mas não foi correspondido.

Quando questionado pela Reuters se esse homem que foi a inspiração de suas músicas sabia sobre isso, ele admite: “Eu disse a ele antes de o álbum sair, e isso me ajudou muito a superar, na verdade”. Smith destacou que estava se sentindo “muito feliz” depois de ter aberto o jogo sobre sua sexualidade à mídia em uma entrevista ao “The Fader”. Ele diz que está muito feliz de ter feito isso antes do lançamento do álbum, até mesmo porque agora fica claro que ele todo fala mais sobre ele mesmo.

O britânico ressaltou todo seu orgulho e satisfação por não ter sofrido nenhuma represália após ter feito as revelações sobre sua vida pessoal e é exatamente isso que ele queria.

Sucesso recorde

Há pouco tempo uma publicação Billboard Music classificou “In the Lonely Hour” como um dos dez melhores álbuns do ano até agora, e declarou que Smith possui uma “presença vocal magnética”.

Não demorou muito para que o álbum conquistasse um sucesso recorde nos Estados Unidos, só na primeira semana foram vendidas 166 mil cópias, superando qualquer outro álbum de estreia de algum cantor britânico.