Publicado em: sábado, 24/09/2011

Sala de aula onde menino atirou em professora é fechada no bairro Mauá

A prefeitura da cidade de São Caetano optou por fechar a sala de aula onde o menino de 10 anos atirou na professora e depois se matou na última quinta-feira, dia 22 de setembro, na Escola Municipal Professora Alcina Dantas Feijão, no Mauá. Os estudantes terão aulas em outra sala, no mesmo corredor. E ainda não se sabe o que será feita com a sala de aula.

Segundo a diretora da escola, Márcia Gallo, a decisão foi tomada para que os estudantes não convivam com o cenário da tragédia. A instituição permanecerá fechada na segunda e terça-feira. Nesses dias, professores e funcionários de reunirão para planejar o retorno dos 2.230 alunos. A diretora afirma que esse retorno é importante, porque muitos estão chocados com o que aconteceu.

A professora afirma que é preciso ajudar os estudantes, mas também os profissionais da escola. Os alunos e pais foram orientados para procurar atendimento psicológico na Unidade de Saúde da Criança e do Adolescente. E os funcionários da escola terão acompanhamento da rede pública de Saúde.

Mária Gallo disse que é impossível revistar todos que entram na escola e avaliou que não há como prever um fato como esse. A instituição é reconhecida pelo bom desempenho nos exames nacionais e estaduais. E a diretora afirma que a tragédia ficará marcada, mas é preciso separa o ensino do que ocorreu.