Publicado em: quinta-feira, 24/04/2014

Rússia inicia manobras militares na fronteira ucraniana

Rússia inicia manobras militares na fronteira ucranianaAs forças russas deram início nesta semana a manobras militares nas proximidades da fronteira ucraniana. As manobras são resposta às operações das forças da Ucrânia contra os separatistas a favor dos russos e também aos exercícios da Otan que são realizados no leste europeu. A informação foi divulgada pelo Ministério da Defesa russo no início do último dia 24 de abril. O ministro Serguei Shoigu informou através da agência Interfax que a Rússia teria sido obrigada a reagir.

Ele ainda afirmou que se a máquina militar da Ucrânia não for detida, as ações podem resultar em um número ainda maior de feridos e mortos. Ele afirmou ainda que não estão promovendo a normalização da situação na região da Ucrânia os exercícios planejados pelas forças da Otan, na Polônia, forçando a Russia a reagir à evolução. Ainda conforme informou o ministro, batalhão militares dos distritos das regiões oeste e também do sul começam, a partir de quinta feira, a realizar exercícios militares nas áreas de fronteira com a Ucrânia.

Da mesma forma, serão realizados voos para o treino de manobras pelas Força Aérea, ao longo de toda a fronteira. Depois deste anúncio, Aleksandr Turchinov, presidente interino da Ucrânia, exigiu que a Rússia mantenha suas tropas longe das fronteiras, além de exigir que a Rússia cesse com as ingerências em assuntos que são apenas ucranianos. Em uma mensagem transmitida às televisões ucranianas ele afirmou que exigia à Federação Russa que parassem com as contínuas ameaças e chantagens, além de retirar as tropas das proximidades de seu país.

De acordo com Vladimir Putin, presidente russo, se as autoridades ucranianas tivessem realmente usado o exército na área leste da Ucrânia, isso seria considerado um grave crime contra a própria população e que se isso for confirmado, haverá consequências.