Publicado em: terça-feira, 19/06/2012

Roupas doadas para vítimas das chuvas no interior de São Paulo vão para o lixo

Uma parcela das roupas doadas para São Luiz do Paraitinga, no interior de São Paulo, depois que enchentes quase destruíram a cidade, há dois anos, acabou indo parar no lixo.

A prefeitura da cidade declarou quatro caminhões lotados de vestimentas mofadas foram encaminhados para o aterro sanitário no último mês. As doações foram realizadas em 2010 e estavam armazenadas em um galpão particular, localizado em uma área rural, nunca sendo distribuídas.

Segundo a prefeitura, as roupas já teriam chegado até a cidade sem condições de uso, porém não foram descartadas da época devido a um erro. De acordo com as informações d assessor técnico da prefeitura, Marcus Silva, a doação foi muito grande e por isso sobraram roupas mesmo depois que a população retirou as peças.

Segundo ele não existia espaço nos prédios públicos para armazenar as doações e por isso elas foram levadas para voluntários fazerem a distribuição em outros municípios.

Um empresário que não teve seu nome divulgado ficou com uma parcela das roupas em seu galpão, em uma zona rural. No último mês, a Vigilância Sanitária visitou o lugar e mandou que as peças fossem descartadas porque já haviam juntado fungos, sido expostas a ratos, oferecendo danos para a saúde.

O empresário teria doado as roupas que estavam em boas condições para instituições na cidade de Campinas. As roupas que estavam guardadas seriam aquelas que continham mofos, rasgos e manchas. Contudo a prefeitura declarou que uma sindicância foi aberta para apurar a razão dessas roupas não terem sido jogadas fora antes.