Publicado em: sexta-feira, 18/05/2012

Roteirista afirma que filme não será uma simples biografia de Steve Jobs

Nesta quinta-feira (17), o roteirista Aaron Sorkin afirmou que ainda não sabe como irá colocar a vida do co-fundador da Apple, Steve Jobs, nas telas de cinema, mas garante que o filme não irá se limitar a uma simples biografia. Aaron venceu o Oscar de Melhor Roteiro Adaptado com o filme “A Rede Social”, que retrata a história do Facebook.

O roteirista afirmou que está em busca de um “elemento de tensão” ou talvez alguma dificuldade por qual Jobs tenha passado em sua vida para o filme possa ser amarrado. Na última terça-feira (15), a Sony Picture anunciou que o roteirista vai fazer a adaptação da biografia de Jobs escrita Poe Walter Isaacson para as telonas.

Dedicação total

Para poder encontrar a tensão que tanto procura, Sorkin afirmou, em uma coletiva de imprensa em que lançou a série “The Newsroom”, que vai se dedicar total e integralmente ao longa-metragem sobre Seve Jobs. Sorkin afirmou que ainda não sabe o que vai escrever, mas já tem certeza do que não será escrito.

O roteirista contou aos repórteres que Steve Wozniak, que fundou a Apple junto com Jobs, foi contratado pela Sony Picture como uma espécie de “tutor” para os assuntos tanto da informática como também sobre a vida do amigo. Wazniak e Steve Jobs fundaram a companhia em 1976 em uma garagem, e hoje é uma das maiores do mundo. Em 1987, Wazniak largou a Apple, mas continuou amigo de Jobs até que este faleceu.