Publicado em: quinta-feira, 16/02/2012

Romário quer que Dilma interfira na CBF

O ex-jogador e agora deputado federal Romário pediu a intervenção da presidenta Dilma Rousseff na sucessão do comando da CBF (Confederação Brasileira de Futebol). O ‘Baixinho’ expressou seu pedido na madrugada desta quinta-feira (16), através de seu Twitter.

O ex-atacante pede para que a Dilma interfira no que ele chamou de ‘momento delicado que o futebol brasileiro vive’. Na opinião de Romário, José Maria Marin, que viria a assumir a presidência da CBF caso Ricardo Teixeira renunciasse, não seria a pessoa mais indicada para assumir o comando do futebol brasileiro.

O episódio em que Marin colocou uma medalha no bolso, durante a premiação da última edição da Copa São Paulo de Juniores, também foi lembrado por Romário, que ainda afirmou que já está na hora de Ricardo Teixeira deixar a presidência da CBF.

Por se tratar de um órgão independente e de direito privado, e a legislação não permite que o governo federal interfira na sucessão. Segundo Romário, se Dilma não interceder, com certeza haverá manipulação na troca de comando da CBF.