Publicado em: segunda-feira, 10/03/2014

Rodrigo Santoro volta as telas como Xerxes em “300 – A Ascensão do Império”

Rodrigo Santoro volta as telas como Xerxes em 300 - A Ascensão do ImpérioApós ter sido um sucesso de bilheteria interpretando o deus-rei Xerxes no filme “300” (2006), Rodrigo Santoro volta as telas com seu personagem em “300 – A Ascensão do Império”, que estreou ontem, sexta-feira (7), nos cinemas. O papel do ator no filme ficou famoso pela sua transformação, Santoro teve que ficar irreconhecível, ficando careca, depilado, mais forte, todo pintado de dourado e cheio de adereços.

Segundo ele, sua experiência com o filme foi um ‘divisor de águas’, abriu muitas oportunidades, entretanto, durante muito tempo não foi reconhecido nas ruas por conta de sua modificação e caracterização. Neste novo filme que é uma continuação do anterior que será baseado em uma história de quadrinhos de Frank Miller (“Xerxes”, que ainda não terminada) será mais fácil de reconhece-lo.

Ele ficará mais tempo na tela, o público poderá ouvir mais de sua voz, que permanece modificada por computador, para que tenha o som de ‘trovão’, e ainda, será possível ver um pouco o ator sem se transformar por completo em Xerxes, no começo, quando terá uma narrativa sobre sua vida. Sobre sua volta as telas dando vida novamente ao personagem, o ator afirma que a ideia de poder explorar um pouco mais a humanidade do personagem, trazer mais dimensão e por isso foi o interessou tanto.

Sacrifícios para o papel

Para viver Xerxes, Santoro teve que recuperar o peso que havia perdido há um tempo atrás para ser o protagonista de “Heleno”, e ainda ganhar mais seis quilos de massa muscular. Também enfrentou uma rotina de quatros horas em média para colocar todos os adereços que caracterizavam o personagem. Como o deus-rei é um gigante, ele não poderia gravar com outros atores, só sozinho conseguiria dar o efeito de gigante.