Publicado em: sexta-feira, 15/06/2012

Rodoanel consegue empréstimo de R$ 2 bilhões

Foi assinado nessa quinta-feira, 14 junho, pelo governo de São Paulo um contrato que financiará R$ 2 bilhões que serão utilizados para que o trecho norte do Rodoanel seja construído. O financiamento da obra será feito pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento, o BID.

O contrato foi assinado em Washington, nos Estados Unidos, pelo governador do estado de São Paulo, Geraldo Alckimin. De acordo com o governo estadual, esse está sendo considerado o maior empréstimo que já foi feito por São Paulo.

Este será o último trecho do Rodoanel que precisa ser construído. A etapa norte do projeto terá, ao todo, 47 quilômetros de extensão e fará a ligação entre os trechos oeste e leste do Rodoanel. De acordo com as informações fornecidas pelo governo do estado de São Paulo, serão gastos, ao todo, R$ 4,79 bilhões no projeto do Rodoanel. Desse dinheiro, R$ 2 bilhões será financiado pelo BID e o restante, R$ 2,79 bilhões virão do orçamento do estado.

Segundo o texto que foi aprovado, o tempo para os recursos sejam desembolsados é de cinco anos, que começaram a valer a partir da assinatura do contrato.

Desapropriações

Em março deste ano, o governador do estado decretou que cerca de 2.500 imóveis que estão no percurso em que passará o trecho norte do Rodoanel, fossem desapropriados. O local de onde os imóveis deverão ser retirados equivale a uma faixa de, em média, 130 metros que estão ao longo dos 47,4 da rodovia.