Publicado em: terça-feira, 27/09/2011

Rock in Rio 2011 – atendimentos médicos durante evento superam expectativa

Mesmo tendo conseguido dar conta de todos os atendimentos necessários, o número de atendimentos foi superior ao esperado. A estrutura montada para socorro hospitalar foi o principal diferencial para a qualidade desse serviço. Foram registrados nesses dias mais de três mil atendimentos.

Foram atendidas gratuitamente emergências adultas, pediátricas e ortopédicas, das mais simples às mais complexas. No primeiro dia foram atendidas 863 pessoas, no segundo 1.127 e no terceiro 1.383. A grande operação médica montada para o Rock in Rio continha 40 leitos, dos quais, nove eram UTIs.

Dr. João Pantoja, coordenador médico do atendimento clínico no Rock in Rio, afirmou que a maioria dos casos foi de baixa complexidade. Os casos mais comuns foram: dores de cabeça, alteração de pressão, luxações e outras emergências ortopédicas.

O caso mais grave foi de uma jovem de 19 anos. Ela deu entrada no posto médico com insuficiência respiratória, precisou ser intubada e receber respiração artificial. Dr. Pantoja ainda afirmou, depois da transferência da jovem para o Hospital Municipal, que o atendimento eficiente no local, permitiu a rápida recuperação da garota no hospital.