Publicado em: sexta-feira, 13/12/2013

Roberto Jefferson solicita mais uma vez prisão domiciliar ao STF

Roberto Jefferson solicita mais uma vez prisão domiciliar ao STFOs advogados do presidente afastado do PTB, Roberto Jefferson, voltaram a solicitar junto ao Supremo Tribunal Federal (STF) que ele exerça prisão domiciliar, devido à fragilidade de sua saúde. Na rogativa expedida ao STF, os defensores incorporaram o regime que Jefferson deve adotar. A deliberação sobre a prisão domiciliar será do presidente do Supremo, ministro Joaquim Barbosa.

A dieta receitada pelos médicos e nutrólogos contém, no desjejum, banana com canela, geleia real e pão preto. No almoço, a comida deve ser ter salada, arroz integral, carne ou salmão defumado e, na última refeição, sopa de legumes.

No documento expedido ao STF, à alegação de Jefferson reiterou que ele não pode executar a pena no presídio ao qual foi sentenciado a sete anos e 14 dias de detenção, determinada na Ação Penal 470, a ação do mensalão.

Depois da aptidão médica realizada na semana anterior, através de requerimento do ministro Joaquim Barbosa, os especialistas do Inca completaram que a situação da saúde de Jefferson não recomenda obrigação de execução da pena em domicílio ou no hospital. Conforme os médicos, o ex-deputado deve consumir frequentemente remédios e acompanhar dieta escrita por nutricionista. Em 2012, Jefferson fez uma intervenção cirúrgica para remoção de um câncer no pâncreas.

Na última terça-feira, em proposta expedida ao STF, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, solicitou que o código prisional comunique se poderá desempenhar as indicações médicas recomendadas pela comissão médica do Instituto Nacional do Câncer (Inca).