Publicado em: segunda-feira, 24/02/2014

RJ: Ocupação policial gera crise de segurança e ataques pela zona norte da cidade

RJ: Ocupação policial gera crise de segurança e ataques pela zona norte da cidadeDurante a operação do Comando de Operações Especiais (COE) no Conjunto de Favelas do Lins de Vasconcelos, zona norte do Rio de Janeiro, uma série de ataques foi registrada pela região. Na madrugada desta segunda-feira (24), um contêiner da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) foi incendiado no Morro do Gambá. Além disso, um carro da Polícia Militar teve o para-brisa quebrado.

Também nesta madrugada foram incendiados três ônibus na região. O trânsito na Autoestrada Grajaú-Jacarepaguá ficou interditado por seis horas. Além dos ataques, houve também confronto entre bandidos e policiais, entretanto ainda não há qualquer registro oficial de mortos. Dois homens foram presos até o momento. Na ação, houve resistência e agressão a dois policiais, que ficaram feridos. Moradores relataram falta de luz em alguns pontos.

Após a destruição de um contêiner da UPP, a base Camarista Méier teve a segurança reforçada. Em frente à UPP do Morro dos Amores foram colocados cones para dificultar o acesso. O objetivo da operação é desmembrar o trafico de drogas, cumprir mandados de prisão e confirmar informações do setor de inteligência.

Menina é atingida

O primeiro registro de pessoa ferida no confronto entre policiais e bandidos envolve uma menina de apenas 7 anos, que foi atingida por uma bala perdida. A Coordenadoria de Polícia Pacificadora confirmou o incidente, que ocorreu por volta das 9h, momento em que a garota estava dentro de casa, no Morro do Gambá. Populares realizaram manifestação na entrada da comunidade.

A menina foi encaminhada sem gravidade para o Hospital Municipal Salgado Filho, no Méier, sendo medicada e liberada logo na sequência. Segundo informação oficial do comando da unidade local, não houve registro oficial de confrontos com policiais no momento em que a menina foi ferida.