Publicado em: terça-feira, 20/09/2011

RJ declara nova epidemia de dengue e chegada a 131 mortes neste ano

O secretaria estadual de saúde do Rio de Janeiro, Sérgio Cortes, deletou nesta segunda-feira (19) que o Rio está passando por uma nova epidemia de dengue. Só neste ano, o estado registrou 160 mil casos da doença e 131 mortes.

No dia, o secretario lançou a campanha “10 Minutos Contra a Dengue” que tem como principal objetivo discutir as formas de prevenção ao mosquito com atividades simples. O lançamento reuniu os representantes de 92 prefeituras do Rio de Janeiro.

“A Região Serrana é uma grande preocupação em função do desastre que tivemos neste ano. Houve uma mudança muito grande na geografia da região, então temos locais que hoje podem ser macrocriadouros”, alertou Cortes. Ele comentou que a forma mais comum da doença é a dengue tipo 2.

No ultimo dia 31, a prefeitura do Rio decretou estado de alerta para os casos de dengue e começou a enviar os agentes de saúde a todos os imóveis fechados ou abandonados da cidade. O objetivo da secretaria municipal de saúde é eliminar os principais focos aonde se encontra o mosquito, ja que os dados apontam que em 82% dos casos eles estão dentro das casas e terrenos.

Já o prefiro do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, comenta que a nova onda de casos da doença está acontecendo devido ao retorno do tipo 1 do vírus e também pelo novo tipo 4. “Temos duas epidemias grandes na história do Rio, em 2002 e 2008, e o que se observou é que em 2001 e 2007 o número de casos apresentou uma curva de crescimento. Esse quadro se repete em 2011″, disse Paes. “Tudo aponta para um novo ciclo da doença mais amplo e mais elevado, certamente (será) a maior epidemia da história do Rio. Não quero assustar ninguém, mas a nossa convicção é essa”, explicou o prefeito.