Publicado em: sábado, 07/01/2012

Rio supera recorde de doação de órgãos

Segundo a Secretaria de Saúde do Rio de Janeiro, o Estado bateu o recorde no número de doações de órgãos destinados para transplantes no ano passado, superando em 50% o ano de 2010. Em 201 foram registrados 121 transplantes, sendo que em 2010 o Programa Estadual de Transplantes (PET) recebeu 80. Os números juntam os hospitais da rede pública e privada.

Segundo Eduardo Rocha, coordenador do PET, a construção de uma sede para o recebimento das doações e a realização das cirurgias, em abril de 2010, contribui para a superação do recorde. Além disso, outro ponto importante foi a criação de um canal para a comunicação entre as unidades médicas.

Rocha afirma que através do 155, o disque-transplante, os profissionais puderam se comunicar mais facilmente, encontrando possíveis doadores nas outras unidades de saúde. Além disso, ele acredita que a criação de uma sede facilitou a acesso do doador, pois antes o processo era feito dentro de um hospital.

O último recorde superado na doação de órgãos foi o de 2004, quando a Secretaria de Saúde registrou 107 doações. Os órgãos mais procurados para transplante são córneas, rins e fígado, e são esses os mais doados. Segundo o coordenador do PET, para 2012 a meta é alcançar 200 doações.