Publicado em: segunda-feira, 02/07/2012

Rio de Janeiro é declarado patrimônio cultural da humanidade pela Unesco

O Rio de Janeiro é uma das cidades mais bonitas do nosso país e reconhecida mundialmente por isso e por conta das inúmeras atrações que oferece aos seus visitantes. Na manhã deste domingo, 1° de julho, a cidade amanheceu ainda mais bonita e feliz. Isso aconteceu porque o Rio de Janeiro foi declarado como Patrimônio Cultural da Humanidade. O anúncio foi feito durante a 37ª Reunião do Comitê do Patrimônio Mundial da Unesco, que foi realizada na cidade de São Petersburgo, na Rússia.

Autoridades brasileiras, como a Ministra da Cultura, Ana de Hollanda, e o presidente do Iphan, Luiz Fernando de Almeida, foram até a Rússia para acompanhar a votação que decidiria se a cidade seria ou não declarada como patrimônio mundial pela a Unesco.

O Rio de Janeiro é a primeira cidade que se candidatou inteira a Patrimônio Mundial como Paisagem Cultural Urbana. Outros 18 bens culturais e naturais brasileiros também integram a lista de patrimônios da Unesco. No total, essa lista é composta por 911 itens.

Os bens culturais da Unesco no Brasil são as seguintes: o Conjunto Arquitetônico e Urbanístico de Ouro Preto, em Minas Gerais, que foi declarado no ano de 1980; Centro Histórico de Olinda, em Pernambuco, no ano de 1982; as Ruínas de São Miguel das Missões, no Rio Grande do Sul em 1983; Santuário do Bom Jesus de Matosinhos em Congonhas, em Minas Gerais no ano de 1985; Centro Histórico de Salvador, na Bahia no ano de 1985; Conjunto Urbanístico de Brasília, no Distrito Federal no ano de 1987; Centro Histórico de São Luís, no Maranhão, em 1997; Centro Histórico de Diamantina, em Minas Gerais, em 1999; Centro Histórico de Goiás, Goiás, no ano de 2001; Praça de São Francisco em São Cristovão, Sergipe em 2010.

Já na lista de bens naturais brasileiros da Unesco estão: Parque Nacional do Iguaçu, no Paraná , declarado no ano de 1986; Costa do Descobrimento, Bahia e Espírito Santo, em 1997; Parque Nacional Serra da Capivara, no Piauí em 1998; Reserva Mata Atlântica, São Paulo e Paraná, em 1999; Parque Nacional do Jaú, Amazonas , no ano 2000; Pantanal Mato-grossense, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, em 2000; Reservas do Cerrado: Parque Nacional dos Veadeiros e das Emas, em Goiás no ano de 2001; e Parque Nacional de Fernando de Noronha, em Pernambuco, declarado como patrimônio no ano de 2001.