Publicado em: sexta-feira, 30/09/2011

RIM desmente notícia de cancelamento da produção de tablets

A Research In Motion (RIM), empresa canadense responsável pelo desenvolvimento do Blackberry, afirmou nesta quinta-feira (29) que continua investindo no seu tablet, o PlayBook, ao contrário dos boatos que surgiram sobre o cancelamento da produção. A afirmação foi concedida depois de um analista declarar que a morte do produto da RIM estava próxima, devido à queda de U$200 em todas as versões do PlayBook.

De acordo com a porta-voz da empresa, Marisa Conway, que enviou um comunicado via email para a agência de notícias Reuters, “os rumores sugerindo que o BlackBerry PlayBook foi descontinuado são pura ficção. A RIM continua altamente comprometida com o mercado de tablets e o futuro do QNX em sua plataforma.” O sistema operacional adotado pela empresa é o QNX, que deve ser incorporado na linha de smartphones da RIM. Recentemente, as ações da empresa vem decaindo conforme as das concorrentes ganham espaço no mercado.

Com relação ao tablet, a RIM optou por diminuir o valor do produto depois do anúncio da Amazon.com informando que o seu Kindle Fire deverá custar U$199. O produto deve estar disponível nas lojas a partir do dia 15 de novembro. Todas as versões da RIM tiveram seus preços alterados.

O analista, John Vihn, anunciou nesta quinta-feira (29) que a empresa teria cancelado a produção dos tablets depois da demissão de um número significativo de trabalhadores de uma empresa que fabrica o produto. Quando primeiramente procurada para se pronunciar a respeito da previsão do analista, a RIM não estava disponível para comentar.