Publicado em: quarta-feira, 19/10/2011

Ricardo Teixeira terá de prestar depoimento na Polícia Federal

O presidente da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) e do Comitê Organizador Local da Copa do Mundo de 2014, Ricardo Teixeira, terá de prestar depoimento junto à Polícia Federal, que abriu inquérito após investigações feitas pelo Ministério Público.

O dirigente brasileiro terá de comparecer à Delegacia de Repressão a Crimes Financeiros (Delefin), para dar explicações sobre denúncias de evasão de divisas e lavagem de dinheiro. Além de Teixeira, seu irmão, Guilherme Teixeira, também foi chamado para depor.

O Ministério Público deu início às investigações após denúncias feitas pelo jornalista inglês Andrew Jenning, onde relata que Ricardo Teixeira teria participação em um esquema de corrupção com base na Suíça, e envolveria uma empresa de marketing esportivo.

De acordo com o delegado Vitor Hugo Poubel, da Delefin, há indícios de participação de Teixeira nas irregularidades. O dirigente brasileiro atualmente se encontra na Suíça, e não foi informado quando ele deverá comparecer à delegacia.