Publicado em: quinta-feira, 16/02/2012

Ricardo Teixeira recebeu cheques da sócia da Alianto, diz polícia

O presidente da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), Ricardo Teixeira, recebeu cheques da empresa Alianto. A confirmação foi dada pela Polícia Civil em Brasília, e a empresa é suspeita de ter superfaturado o amistoso entre Brasil e Portugal, em 2008, na capital federal.

Vanessa Precht, uma das sócias da Alianto, emitiu cheques de R$ 10 mil a Ricardo Teixeira, e em 2009 Precht e o dirigente se encontraram para acertar o arrendamento de uma fazenda em Piraí, a cerca de 80 quilômetros do Rio de Janeiro, de propriedade de Teixeira.

A revelação foi feita pelo jornal ‘Folha de São Paulo’, e a assessoria de imprensa de Ricardo Teixeira alega que não há qualquer vínculo com a CBF no arrendamento da fazenda em Piraí. A assessoria do dirigente ainda afirma que os cheques recebidos pelo dirigente estão devidamente declarados pela Receita Federal.

A CBF ainda alega que não recebeu ‘nenhum centavo’ na realização do amistoso, e que a partida teria sido cedida à Ambev. A partida entre Brasil e Portugal custou mais de R$ 8 milhões aos cofres públicos, e este alto valor vem sendo investigado pela Polícia