Publicado em: terça-feira, 28/02/2012

Ricardo Teixeira participou de reunião sobre amistoso investigado

O dirigente Ricardo Teixeira teria mais um elemento negativo a respeito de sua ligação com o amistoso Brasil e Portugal, realizado em 2008 e investigado pelo Ministério Público por superfaturamento. De acordo com o jornal ‘Folha de São Paulo’, o presidente da CBF teria participado ativamente do planejamento da partida.

O jornal publicou nesta terça-feira (28) que o ex-secretário de Esporte do Distrito Federal, Aguinaldo de Jesus, afirmou em depoimento que Teixeira participou de várias reuniões com a empresa Alianto, responsável pela organização da partida.

Ricardo Teixeira sempre negou qualquer envolvimento seu, ou da CBF, com a organização da partida. A Folha de São Paulo já divulgou que o dirigente teria recebido cheques de uma das sócias da Alianto, além de ter arrendado uma fazenda para representantes da empresa.

O amistoso entre Brasil e Portugal vem sendo investigado pelo Ministério Público, sob suspeita de superfaturamento. A partida custou mais de R$ 8 milhões aos cofres públicos, e a CBF se limita a dizer que a organização do evento não era de sua responsabilidade.