Publicado em: quinta-feira, 07/08/2014

Retorno das aulas no campus Leste da Universidade de São Paulo está previsto para o dia 18 deste mês

Retorno das aulas no campus Leste da Universidade de São Paulo está previsto para o dia 18 deste mêsO campus leste da Universidade de São Paulo estava interditado desde o dia 9 do mês de Janeiro, após ter sido constatada a presença de gás metano no local, este gás é considerado altamente inflamável, por isso a Justiça na ocasião optou pela interdição do local.

Após essa interdição os alunos pertencentes aos cursos que integram a Escola de Artes Ciências e Humanidades da USP, passaram a ter aulas em diversos locais improvisados, o que gerou desconforto tanto para alunos quanto para docentes.

As aulas nos demais campi da Universidade de São Paulo já se iniciaram, porém as aulas no Campus Leste só deve retornar no dia 18 deste mês, segundo informações da Assessoria de Imprensa da universidade, que também informou que todas as aulas irão acontecer de maneira normal com a reabertura do Campus, que só foi possível após a Justiça emitir a autorização necessária para que fosse possível a liberação do local.

Segundo um comunicado que foi transmitido pela Escola de Artes Ciências e Humanidades da USP já está sendo feito o pedido para a Reitoria de Graduação para que as matrículas aconteçam entre os dias 8 e 13 deste mês pelo sistema Júpiter com retificações previstas para os dias 15 e 18, para aqueles que desejarem trancar parcialmente a data prevista é 26 do mês de setembro, o calendário da Universidade de São Paulo permanece inalterado, com isso os recessos que já estavam previstos ocorrerão normalmente e as aulas devem ocorrer até o dia 19 do mês de dezembro.

Neste mesmo comunicado foi passada a informação de que a comissão responsável pela graduação tem ciência da greve que está ocorrendo no momento na instituição e que as consequências que acontecerem para a finalização do primeiro semestre e também que ocorram e interfiram no andamento do segundo semestre serão observadas e tratadas respeitando o direito de alunos, professores e também funcionários da Universidade.