Publicado em: sexta-feira, 14/10/2011

Retirada dos escombros da explosão no Rio deve demorar dois meses

O trabalho é intenso no prédio onde aconteceu a explosão nesta quinta-feira, no centro do Rio de Janeiro. O incidente deixou três pessoas mortas e mais 17 feridas. A retirada total dos escombros deve demorar até 60 dias. Os trabalhos, que foram encerrados ontem às 20h, recomeçaram nesta manhã de sexta-feira. A equipe de onze homens que retira os entulhos deve ser reforçada.

A secretaria municipal de Ordem Pública (Seop) informou ontem que o lugar da explosão, o Restaurante Filé Carioca, possuía um alvará provisório para funcionar. Porém, a secretaria afirma que o dono do local renovava o alvará, pois não possuía toda a documentação exigida para fazer um definitivo.

Sérgio Simões, secretário de Defesa Civil, afirma que o restaurante não constava no registro do Corpo de Bombeiros, pois no projeto apresentado não existe um restaurante. Assim, o Corpo de Bombeiros não fiscalizava o local. Ele ainda constata que nenhuma das lojas do edifício onde aconteceu a explosão possui autorização para utilizar cilindros de gás. Grande parte das construções não estava adequada às novas normas de segurança contra incêndio, apresentadas em 1977.

De acordo com Cleyton Guimarães, presidente do Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura (Crea), o subsolo da região deve ser avaliado para verificarem a integridade das fundações do edifício. Ele disse que irá sugerir a criação de um código de segurança que reúna as normas esquecidas com o objetivo de facilitar o processo de fiscalização.