Publicado em: segunda-feira, 10/09/2012

Resumo Avenida Brasil – Nina cai em cilada de Max

Resumo Aveninda Brasil - Nina cai em cilada de MaxMax vai abraçar e beijar Nina, enquanto o malandro do Lúcio filma tudo. Ágata vai falar para Tufão que não deseja que ele fique com Nina. Jorginho vai salvar Nina de Max e vai bater no amante de Carminha. Tessália vai descobrir que Leleco comprou a carne de jacaré na feira. Max vai procurar Begônia. Ágata vai até a chácara e diz para Carminha que não gosta mais de Nina e que a queria como irmã, mas agora não a quer nem como inimiga. Max acompanha Begônia até o seu hotel. Leleco combina de se encontrar, novamente, com Muricy. Olenka vai pedir para Adauto fazer um conserto na casa de Monalisa e o pobretão vai até a Zona Sul. Tessália flagra Leleco com Muricy.

Nilo tortura Débora e consegue recuperar fotos de Carminha

Nilo tortura Débora e consegue recuperar fotos de Carminha

Com a ajuda de seus fiéis aliados, seu amante Max (Marcello Novaes) e do catador Nilo (José de Abreu), Carminha (Adriana Esteves) vai conseguir recuperar as fotos que eram usadas para fazer chantagem contra ela.

Max vai seduzir Begônia (Carol Abras) e vai pegar as fotos que Nina (Débora Falabella) deixou com sua irmã. Depois, Carminha vai dar R$ 100 mil para Valdo (João Henrique Gago) em troca das fotos que estavam com Betânia (Bianca Comparato).

Mas o terceiro envelope está com a ex-namorada de Jorginho, a Débora (Nathalia Dill), que o guardou quando o ex lhe pediu. Agora a função de pegar este último envelope ficou a cargo de a Nilo. Ele pretende dar um susto na acrobata para tentar recuperar as fotos. Débora vai ensaiar sozinha suas acrobacia, quando as luzes vão se apagar. Nilo, junto com um capanga, começa a aterrorizar a menina, fazendo mil ameaças que a deixam apavorada. Nilo começa a exigir que ela lhe dê o envelope com as fotos ou vai torturá-la. Ele diz para que ela desembuche logo ou ele vai arrancar suas unhas, e se mesmo assim ela não contar, ele vai cortar a sua mão para que ela não consiga nunca mais de pendurar no “cipózinho”.