Publicado em: sábado, 24/03/2012

Remédio tem sucesso para tratar alcoolismo

O uso de um remédio para epilepsia mostrou resultados positivos no tratamento do alcoolismo. O resultado foi positivo em 132 pessoas que fizeram o teste. Isso equivale a 80% das pessoas que acompanharam a pesquisa. Até o momento a droga era usada apenas para problemas nervosos, mas agora os estudos superaram essa fase e observaram que a substância serve para curar o alcoolismo. O estudo foi publicado por um grupo de pesquisadores franceses na última terça-feira (20)

Tratamento foi criado para tratar eplepsia

Embora o remédio esteja sendo testado para tratar o alcoolismo, sua criação está relacionada à epilepsia em 1950. Depois também foi usado para tratar a espasticidade, mas só agora os médicos resolveram utilizar para aliviar os problemas causados pelo álcool, mais especificamente aqueles causados pela abstinência.
O interesse em estudar o uso do medicamento nesta nova área surgiu do livro “O Último Copo”, de 2008, escrito pelo cardiologista Olivier Ameisen. No texto o médico afirmou ter usado o medicamento para seu próprio tratamento.

Depois disso, pesquisadores fizeram testes com 132 indivíduos que costumavam beber diariamente e que ingeriram este medicamento chamado de baclofen. No final da pesquisa a conclusão dos pesquisadores é que 80% param de beber ou passam a beber menos. Para comparar a eficácia desse remédio com outros, também foi feito o teste com outras duas substâncias. A naltrexona e a acamprosato. Com esses medicamentos mais utilizados para esse tipo de tratamento, a eficácia é de apenas 20% e 25%, respectivamente.

Embora os efeitos sejam positivos, os médicos alertam para os efeitos colaterais. Pode ocorrer fadiga, tontura, sonolência, insônia e problemas digestivos. Um dos pesquisadores, Philippe Jaury, da Universidade de Paris-Descartes, ressaltou que esse resultado primário vai ser mais bem desenvolvido por testes clínicos que começam em maio.