Publicado em: quinta-feira, 19/07/2012

Relatório da ONU mostra que 34 milhões de pessoas vivem com HIV no mundo

Se acordo com o relatório divulgado ontem, 18 de julho, pelo Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/Aids (Unaids), há no mundo cerca de 34,2 milhões de pessoas com HIV. Desse total, 30,7 milhões correspondem a adultos. O número de mulheres equivale a 16,7 milhões e menores de 15 anos já chegam a 3,4 milhões. O maior número de pessoas infectadas está na África Subsaariana, onde há 23,5 milhões de pessoas com a doença. E seguida está a Ásia Meridional e o Sul-oriental, que juntos somam 4,2 milhões de doentes. Na América Latina há 1,4 milhão de portadores da doença. A região com menor número de infectados é a Oceania com 53 mil infectados. Os dados da pesquisa mostraram que em 2011 foram detectados mais 2,5 milhões. Desse total do ano, 2,2 milhões ocorreram em adultos e 330 mil em crianças e adolescentes com idade inferior a 15 anos. 97% dessas novas infecções ocorreram em países de baixa e média renda, sendo que esse número indica que a cada dia surgiram, em todo o mundo, sete mil novas pessoas com a doença.

África Subsaariana teve maior número de infectados em 2011

A região que teve o maior número de infecções em 2011 foi a África Subsaariana. Foram 1,7 milhão de novos doentes no período. Além disso, foram mais 30 mil na Ásia Meridional e Sul-oriental. Na América Latina, foram 86 mil pessoas que adquiriram o vírus em 2011. No mesmo período o número de mortes contabilizadas foi de 1,7 milhão. Conforme explicou Pedro Chequer, coordenador do Unaids no Brasil, o aumento de pessoas com a doença é resultado da melhora no acesso aos medicamentos antirretrovirais. Por meio desse relatório, segundo Chequer, é possível prever o controle da epidemia até 2015.