Publicado em: sexta-feira, 04/05/2012

Relator do Conselho de Ética pede abertura de processo contra senador Torres

O senador Humberto Costa (PT-PE), relator do Conselho de Ética, pediu a abertura de processo contra o senador Demóstenes Torres, que atualmente foi afastado do DEM e está sem partido. De acordo com o relator, as informações disponíveis já são suficientes para admitir o processo apresentado pelo PSOL. Segundo Costa, as denúncias e as publicações da imprensa já são suficientes para permitir a abertura do processo. O próprio senador, segundo o relator, defendia a utilização de matérias publicadas na imprensa como elementos para a abertura de processos. Demóstenes já fez parte do Conselho de Ética do Senado.

O relator fez a leitura do relatório na manhã de ontem a partir das 10 horas, quando a reunião começou. O senador Demostenes Torres é acusado de envolvimento com o bicheiro Carlinhos Cachoeira e também de comprar funcionários públicos. Cachoeira foi preso pela Operação Monte Carlo da Polícia Federal no final de fevereiro e, a partir de então, várias denúncias apareceram contra o senador. Costa ressaltou, antes de fazer a leitura do relatório, que o Conselho precisa ter acesso às cópias dos inquéritos das operações da Polícia federal, que foram responsáveis pela investigação do caso. Segundo ele, será importante ter acesso às informações para utilizá-las no seu processo final.

CPI também investiga Carlinhos Cachoeira no Congresso Nacional

Além da investigação do Senador, as atividades do bicheiro Carlinhos Cachoeira também são alvo de uma CPI no Congresso. Os primeiros depoimentos já estão marcados para este mês. A comissão que investiga o bicheiro já recebeu uma cópia do inquérito da Polícia Federal na última quarta-feira. O Superior Tribunal Federal autorizou o uso das informações, mas o senador Vital do Rêgo (PMDB-PB), presidente da CPI está esperando avalição das possíveis implicações do uso dessas informações.