Publicado em: quinta-feira, 20/03/2014

Regulamento do Paulistão cria mais uma situação curiosa

Regulamento do Paulistão cria mais uma situação curiosaA edição de 2014 do Campeonato Paulista tem se destacado pelas curiosidades de seu regulamento. Primeiro, a classificação do Corinthians passou a depender de um dos maiores rivais, o São Paulo. Após a derrota do tricolor paulista para o Ituano, aliado a um empate do Timão com a Penapolense, o Corinthians deu adeus à competição precocemente, o que gerou uma série de reclamações do técnico Mano Menezes contra o regulamento da competição.

Agora, o regulamento pode trazer outra situação curiosa. A fase de grupos do Paulistão ainda não terminou, mas as equipes já começam a projetar a situação para as próximas fases. E, de acordo com as projeções futuras, o primeiro colocado na tabela geral do campeonato pode acabar tendo vida muito mais dura na fase eliminatória.

Situação

Para entender a situação, primeiro é necessário analisar o regulamento desta edição do Campeonato Paulista: inicialmente, a competição se dividiu em quatro grupos com cinco equipes cada. Após esta fase, as duas equipes com melhor campanha em cada grupo se enfrentam por uma vaga nas semifinais.

Ou seja, nas quartas de final teremos os confrontos entre São Paulo x Penapolense, Botafogo x Ituano (ou Audax), Santos x Ponte Preta e Palmeiras x Bragantino (ou Rio Claro).

Acontece que, após as quartas de final, as chaves se organizam de acordo com a posição geral na tabela. Ou seja, a equipe com melhor campanha enfrenta o quarto colocado, enquanto o segundo enfrenta o terceiro. Se a lógica prevalecer, as semifinais terão São Paulo, Santos e Palmeiras, além do vencedor entre Botafogo e Ituano (ou Audax). O Botafogo tem quatro pontos a mais do que o São Paulo, ou seja, há uma grande possibilidade de que o tricolor paulista enfrente a equipe de melhor campanha do Paulistão nas semifinais.

Campanhas

Atualmente, Santos e Palmeiras disputam a primeira posição geral da tabela. O alviverde tem dois pontos de vantagem, com 35, o que aumenta a possibilidade de um confronto entre Palmeiras x São Paulo nas semifinais. Do outro lado, o Santos teria vida teoricamente mais fácil, enfrentando Botafogo ou Ituano.

Em suma, é mais vantajoso ser o segundo colocado geral do que o primeiro. Apesar desta situação, as equipes descartam qualquer possibilidade de “corpo mole” na última rodada da fase de grupos, que definirá todos os classificados.

Foco na vitória

De acordo com Bruno César, do Palmeiras, realmente é mais vantajoso enfrentar uma equipe de menor expressão nas semifinais do Campeonato Paulista. Contudo, o meia descarta qualquer possibilidade de não buscar a vitória na última rodada.

Para apimentar ainda mais a situação, a rodada final da fase de grupos do Paulistão terá exatamente o clássico entre Santos x Palmeiras. Em tese, quem perder o jogo deve escapar de clássicos nas fases seguintes, com exceção da final.

É importante lembrar que toda esta combinação de possibilidades só surgiu após a eliminação precoce do Corinthians na competição. Caso o Timão tivesse avançado no campeonato e os favoritos vencessem as quartas de final, teríamos inevitavelmente dois clássicos nas semifinais do torneio.