Publicado em: segunda-feira, 09/01/2012

Regiões do Brasil podem sofrer com surto de dengue

As cidades das regiões norte, nordeste e sudeste estão mais propícias a terem possíveis surtos de dengue, como aponta pesquisa realizada pelo Ministério da Saúde. No entanto, todas as regiões devem ficar em alerta, já que há situações de risco em todas elas. Pelo menos é o que aponta o LIRAa – Levantamento de Índice Rápido de Infestação por Aedes aegypti de 2011.

O LIRAa identificou as regiões e cidades em que estão mais concentrados os focos de reprodução do mosquito. O levantamento mostrou que em 3,9% das casas das cidades consideradas em situação de risco tinha larvas do Aedes aegypti. Devido ao clima tropical de nosso país é preciso ficar bastante atento aos possíveis focos de dengue, já que temos todas as condições favoráveis para a proliferação do mosquito.

Ao todo, o Ministério da Saúde afirma que 48 cidades possuem maiores riscos de gerar surtos da doença. Deste total, 10 municípios estão próximos de Manaus, capital do Amazonas. Para tentar reduzir os casos apresentados pelo LIRAa, o Ministério da Saúde vai enviar cerca de R$ 38 milhões de incentivo para prevenir a proliferação do mosquito.

A forma mais eficaz que o governo tem de localizar as cidades e regiões com maior propensão ao surto de dengue é através do LIRAa. Ele aponta as localidades que estão mais propensas a sofrerem com uma epidemia e permite que o governo possa se prevenir de eventuais surtos. O período em que os casos de dengue tendem a se desenvolver é durante o verão, entre janeiro de março.