Publicado em: terça-feira, 23/08/2011

Recrutas da Marinha foram infectados com a Influenza B

Durante uma coletiva de imprensa na manhã desta terça-feira (23) o capitão de fragata da Marinha e médico do Centro de Controle de Infecções do Hospital Marcílio Dias, André Delorenzi, afirmou que os mais de 50 recrutas que foram internados no Rio de Janeiro depois de passarem mal durante um treinamento do curso dos fuzileiros navais da Marinha do Brasil estão infectados com o vírus da Influenza B. Ainda de acordo com Delorenzi, 12 dos primeiros exames realizados sete deram positivo para Influenza B e o resultado dos demais exames deve sair nos próximos dias.

A Influenza B é uma doença viral que é transmitida através das vias respiratórias e normalmente acontece quando existem muitas pessoas aglomeradas, como escolas, creches e quartéis. Continuam internados no Hospital Marcílio Dias 24 recrutas e três instrutores. Deram entrada na instituição de saúde 57 pacientes, 38 já foram liberados na segunda-feira (22) à noite. Mas entre segunda e terça-feira foram internadas mais cinco pessoas que estavam apresentando os mesmo sintomas.

Os médicos que avaliaram os recrutas garantiram que durante o treinamento dos recrutas eles não foram proibidos de ingerir líquidos como foi dito anteriormente. De acordo com os médicos, os recrutas estavam hidratados e nenhum deles apresentou suspeitas de desidratação.

Mas, o comandante Eder Sampaio afirmou que faltou água durante um dia todo no local onde estava sendo realizado o treinamento devido a um problema hidráulico. Ele garantiu também que cerca de 800 pessoas, incluindo os recrutas e instrutores foram vacinados contra a Influenza B.