Publicado em: terça-feira, 27/03/2012

Recessão na Espanha é confirmada pelo Banco Central

Nesta terça-feira (27), o Banco da Espanha anunciou que o país está em recessão. Isso porque a Espanha continuou em retrocesso do primeiro trimestre deste ano, depois de uma contração de 0,3% nos últimos meses do ano passado. A recessão acontece dois anos após o país ter conseguido superar uma situação semelhante.

O Banco da Espanha informou, em seu boletim mensal, que “a informação mais recente referente ao início de 2012 confirma a prolongação da dinâmica de contração do Produto Interno Bruto (PIB)”. A contração da economia do país, que o governo e os analistas optaram por antecipar, foi causada devido a diminuição do consumo. De acordo com o Banco Central, os indicadores baixaram em janeiro e fevereiro.

Governo prevê contração de 1,7%

Depois de um leve aumento de 0,7% no PIB do ano passado, o governo da Espanha acredita em uma contração em 2012 de 1,7%, isso vindo de dois trimestres com queda e após o quarto trimestre negativo no ano passado. Um determinado país entra em recessão quando passa por dois trimestres seguidos de crescimento negativo.

Nesta terça-feira, o Tesouro da Espanha, de acordo com informações da France Presse, “título a três e seis meses por 2,579 bilhões de euros”. Na ação há três meses, a Espanha conseguiu 1,499 bilhão de euros a uma taxa de juros no valor de 0,381%. A operação de seis meses, no entanto, conseguiu 1,08 bilhão de euros, com taxa de juros de 0,836%.