Publicado em: segunda-feira, 22/08/2011

Rebeldes líbios avançam sobre Trípoli

Nesta segunda-feira (22) rebeldes líbios conseguiram avançar e entraram na capítal do país, a cidade de Trípoli. Depois de terem afirmado que conseguiram o controle da maior parte da capital, em torno de 95%, os rebeldes iniciaram combates ao redor do quartel-general do ditador, Muammar Kadafi. Após seis meses de intensos confrontos violentos entre civis e as forças de segurança da Líbia, os rebeldes estão perto de acabarem com o governo de 42 anos de Kadafi.

De acordo com um porta-voz dos rebeldes, que se organizaram com o Conselho Nacional de Transição (CNT), ao darem continuidade ao avanço sobre Trípoli, o governo usou tanques para disparar tiros contra os manifestantes. Os tanques saíram de dentro do QG de Kadafi, conhecido como Bab al-Azizia. Rebeldes e militares do governo ainda estão em meio a uma troca de tiros, segundo as informações divulgadas até o momento. Apesar de terem conseguido entrar em Trípoli, o paradeiro de Kadafi continua desconhecido.

O porta-voz do regime de Kadafi, Moussa Ibrahim, afirmou que somente nos confrontos realizados por conta da invasão dos rebeldes à capital foram mortos 1,3 mil pessoas. Porém, o número não foi confirmado por outras autoridades além do representante do governo de Kadafi.

Com o avanço dos rebeldes, moradores da cidade de Trípoli dominaram a principal praça da cidade, conhecida pela realização de comícios do governo, para celebrarem a conquista. O engenheiro Nour Eddin Shatouni, de 50 anos, afirmou “agora não chamamos aqui de Praça Verde, mas de Praça dos Mártires. Esperávamos por um sinal, e ele veio. Todas as mesquitas gritaram ‘Deus é grande!’ ao mesmo tempo. Sentimos um bom cheiro, e era o cheiro da vitória. Sabemos que agora é o momento.”