Publicado em: segunda-feira, 03/12/2012

Rafinha Bastos critica Luciano Huck, o chama de playboy inconsequente e de “bosta”

Rafinha Bastos critica Luciano Huck, o chama de playboy inconsequente e de “bosta”Tudo indica que o humorista Rafinha Bastos gosta mesmo de se meter em confusão. Depois da imensa polêmica com a cantora Vanessa Camargo, quando fez uma piadinha em que dizia que “comeria ela e o bebê” (na época a cantora estava grávida), e que o fez perder o contrato que tinha com o programa CQC, da Rede Bandeirantes, ele resolveu bater de frente com mais uma celebridade global. Desta vez o alvo foi o apresentador Luciano Huck. Rafinha decidiu publicar em sua página no Facebook sua opinião á respeito do fato do apresentador ter sido parado pela polícia e ter se recusado a fazer o teste do bafômetro. O caso aconteceu na noite de ontem (2) e ele teve uma multa e a apreensão de sua carteira. Então Rafinha decidiu se manifestar e escreveu “Luciano,você bebeu antes de dirigir. Fez merda. Mas não se preocupe: Para a maioria do país, comunicador FDP não é aquele que coloca a vida dos outros em risco, é aquele que fala o que pensa.Fique tranquilo”. Depois disso ele decidiu que não deveria parar por aí e ainda disse que Huck não passa de um “playboy inconsequente” e que sempre faz “assistencialismo barato na tv”. Para completar a série de provocações e de críticas, ele ainda disse que Luciano deveria ter pegado um taxi, “seu bosta”. A carta que Rafinha escreveu pode ser lida na íntegra em sua página no Facebook. Em alguns trechos o humorista diz que Huck com certeza achou que tinha bebido pouco e que estava a unas 20km/h e que com a quantidade que bebeu não seria multado em qualquer outro país. Ele diz que sabe que Luciano não vai dizer i que pensa, porque isso seria crucial para o encerramento de sua carreira. Rafinha afirma que a dica é que ele vá para frente da televisão e assuma que estava errado e que ele deveria contribuir na campanha direção x álcool, só assim o povo vai o amar e termina dizendo que se não for atrapalhar a vida dele e se for fácil seria melhor “pegar um táxi seu bosta”.