Publicado em: sexta-feira, 24/02/2012

R$ 1,1 milhão foi desviado do jogo Brasil X Portugal, aponta promotoria

O Ministério Público acusa a Alianto de ter desviado R$ 1,1 milhão na realização do amistoso entre Brasil e Portugal, em 2008. De acordo com a promotoria, a empresa responsável pela organização do evento não cumpriu com suas obrigações, porém, teria ficado com uma boa quantia de dinheiro pela partida.

A investigação feita pelo MP aponta que a Federação Brasiliense de Futebol gastou R$1,1 milhão, com hospedagens, transportes, infra estrutura, entre outros gastos que por obrigação ficariam a cargo da Alianto. Para pagar estes gastos, a Federação usou o valor arrecadado com a bilheteria, que por sua vez, deveria ter ido para os cofres do governo do Distrito Federal.

As investigações apontam que Ricardo Teixeira seria a ligação entre a Alianto, Governo do Distrito Federal e Federação Brasiliense. Teixeira ainda teria recebido cheques de representantes da Alianto, além de ter arrendado uma fazenda para sócios da empresa.

O amistoso entre Brasil e Portugal é investigado por superfaturamento, e teria custado R$ 8 milhões. A assessoria de imprensa da CBF, por sua vez, nega qualquer tipo de envolvimento com a partida, alegando que a data havia cedido à Ambev, uma das patrocinadoras da seleção brasileira.