Publicado em: sexta-feira, 25/04/2014

Queda na venda de passagens aéreas durante a Copa do Mundo supera expectativa das empresas

Queda na venda de passagens aéreas durante a Copa do Mundo supera expectativa das empresasCom a aproximação da Copa do Mundo, as empresas aéreas já esperavam que houvesse uma queda na venda do número de passagens dispostas nos aeroportos brasileiros, mas embora a queda fosse esperada, o que as empresas não contavam é que esse número seria ainda menor do que era esperado por eles.

Os números dão conta de que cerca de 18% do total das passagens foram vendidas nessa época do ano nas cidades que sediarão os jogos do mundial, as empresas deixaram disponíveis pouco mais de 11 milhões de passagens disponibilizadas para voos domésticos para o período em que os jogos acontecerão.

De acordo com os dados dispostos pela Agência Nacional de Aviação Civil essa coleta de dados faz referência a todos os 15 aeroportos que estarão disponíveis para atender os passageiros nas cidades que sediarão o evento, os dados referentes ao mês de março deste ano dão conta que o índice de passagens vendidas para esta época do ano estava prestes a chegar em apenas 12%.

Segundo o presidente da Associação Brasileira de Empresas Aéreas, Eduardo Sanovicz, as empresas em geral já estimavam que durante esse período do ano a comercialização de passagens aéreas fosse menor, porém os números dispostos até agora são menores do que a expectativa dessas empresas.

No ano passado já havia sido registrada uma queda na venda de passagens já que houve um aumento nas tarifas cobradas pelas empresas aéreas o que pode ter afastado os passageiros, nessa época uma passagem para percorrer o trecho do Rio de Janeiro para São Paulo estava custando R$ 2.300, valor que custaria um voo para Nova Iorque, durante esse período de alta nas passagens o governo pediu explicações para as empresas sobre quais seriam as causas desses aumentos.