Publicado em: terça-feira, 26/07/2011

Queda do dólar: Governo pode adotar novas medidas no câmbio para frear queda

O governo brasileiro pode tomar novas medidas para frear a crescente valorização do real, segundo disse nesta segunda-feira (25) o ministro da Fazenda, Guido Mantega. No dia, a cotação da moeda americana encerrou abaixo de 1,55 pela primeira vez desde 1999.

O ministro e o governo buscam proteger os exportadores brasileiros ao tomar várias medidas desde o ano passado e evitar a queda do dólar. Entretanto, Mantega afirmou que o câmbio também está relacionado com a situação atual vivida no mundo que só deve melhorar quando as economias avançadas começarem a se recuperar.

“O governo continua olhando seriamente para o câmbio e sempre estaremos propensos a tomar medidas que impedirão que haja uma valorização excessiva da moeda brasileira”, explicou Mantega em palestra na capital paulista.

Na última sexta-feira (22) a presidente Dilma Rousseff afirmou durante uma entrevista coletiva que o governo não deve tomar medidas no setor. Mantega argumenta que as políticas expansionistas de economia avançada estão acirrando a valorização da moeda brasileira e ampliando as fraquezas do país as altas cargas tributárias. “As políticas monetárias expansivas dos países avançados nos prejudicam porque colocam muita liquidez no mercado internacional, que vem bater às portas do Brasil”, disse Mantega.

O ministro ainda acrescentou que os programas de estímulo do Federal Reserve, o banco central dos Estados Unidos colocam muita liquidez do mercado e que o problema só vai se resolver quando houver a recuperação da economia dos EUA.