Publicado em: segunda-feira, 05/11/2012

Quantidade de casos de malária na América diminuem 40% entre 2000 e 2010

Quantidade de casos de malária na América diminuem 40% entre 2000 e 2010Entre 2000 e 2010, a quantidade de casos de malária reduziu mais de 40% em toda a América. O número que era de 1,18 milhão em 2000 atingiu 669 mil em 2010, conforme aponta estudo que teve sua divulgação na última sexta-feira (2) na cidade de Sidney, na Austrália.

A pesquisa “Derrotando a malária na Ásia, no Pacífico, nas Américas, Oriente Médio e Europa” mostra uma redução ainda maior nos óbitos entre 2000 e 2008, quando o índice caiu 60%. O documento é feito por uma iniciativa da Organização Mundial de Saúde em conjunto com a instituição Roll Back Malaria.

Pelo menos 21 países de todas as três Américas combatem a malária, que é uma doença transmitida para seres humanos pela picada dos mosquitos do gênero Anopheles sp. que estão infectados com o vírus. Em toda América, a quantidade de pessoas que podem ser infectadas é de três para cada dez.

Na América do Sul Argentina e Paraguai estão próximos de conseguir fazer a erradicação da doença, além de El Salvador na América Central e o México na América do Norte, conforme foi apontado em um comunicado que teve sua divulgação em uma conferência que tratou sobre este tema. No caminho contrário, República Dominicana e Haiti na América Central e a Venezuela na América do Sul tiveram aumento da quantidade de ocorrências durante este período.

A pesquisa mostra que no Brasil, há alguns valores preocupantes, principalmente em Anajas, onde há uma quantidade média anual de 452 casos para cada mil pessoas da região