Publicado em: sábado, 03/03/2012

Putin está confiante para as eleições de domingo

O candidato à presidência da Rússia, Vladimir Putin, mostrou estar bastante confiante para uma vitória nas eleições deste domingo (4), e afirma que não decidiu se irá permanecer no perder depois de 2018, quando o mandato que espera vencer amanha se encerra. De qualquer forma, Putin não vê nenhum problema em ficar no poder por tantos anos. O candidato também menosprezou o discurso da oposição, afirmando ser vazio. Na noite desta quinta-feira, Putin disse, em uma reunião com editores de vários jornais, que os recentes manifestos o deixaram contente.

Nos últimos três dias, milhares de pessoas protestaram em Moscou contra supostas fraudes nas eleições presidenciais e o monopólio de Vladimir Putin. Muitos já programaram realizar mais protestos na segunda-feira, depois do resultado das eleições. Putin afirma que esta situação é uma “ótima experiência” para o país, e afirma que os protestos são mais direcionados para o partido que integra o Rússia Unida, do que para sua própria pessoa.

Putin afirma que seus adeptos são maioria

Na entrevista com os editores, Putin declarou que a população urbana não está contra ele. O candidato afirma que é verdade que existem menos partidários seus em Moscou, porém que, na somatória geral, existem mais adeptos seus, até mesmo nas grandes cidades da Rússia. A última pesquisa sobre as eleições indicava que Putin iria vencer logo no primeiro turno com quase 60% dos votos, sendo que o candidato do Partido Comunista, Gennady Zyuganov, teria cerca de 15% dos votos.

Vladimir Putin não participou dos debates políticos com seus adversários ao cargo, mandando representantes de sua campanha enquanto ele ainda exercia a função de primeiro-ministro, passando a imagem de preocupado com o país. Aos 60 anos, Putin pode, de acordo com a Constituição da Rússia, ficar por mais dois mandatos consecutivos, em que seu mandato poderia chegar até o ano de 2024.