Publicado em: sexta-feira, 02/03/2012

Putin diz que não cometeu erros graves em seus 12 anos de poder na Rússia

Nesta sexta-feira (2) as agências de notícias da Rússia informaram que o atual primeiro-ministro do país, Vladimir Putin, disse que não cometeu graves erros em seus 12 anos de poder.

Putin é candidato nas próximas eleições presidenciais da Rússia. Em uma reunião realizada ontem, o primeiro-ministro afirma que sempre pensa sobre o assunto e garante que não cometeu nenhum erro grave que o fizesse voltar atrás em alguma decisão ou agir de outra forma.

Apesar desta afirmação, o candidato à presidência foi contraditório a respeito da crise econômica que assola alguns países da Europa. Putin afirma que algumas atitudes que foram tomadas com respeito à situação econômica do bloco poderão ter sido mais exatas, mais duras e até mesmo mais coerentes.

Favorito nas eleições

Vladimir Putin é o candidato favorito do eleitorado para as eleições presidenciais que irão acontecer neste domingo. O primeiro-ministro afirmou que sua candidatura foi apresentada em conjunto com o atual presidente do país, Dmitri Medvedev. Putin explicou que era preciso avaliar qual dos dois candidatos tinha maiores chances de vencer a eleição, escolhendo qual deles possui a maior confiança do eleitorado.

Vladimir Putin ainda negou que a ideia de lançar Medvedev para a liderança do governo russo se ele vencer as eleições de domingo seja uma forma de “oligarquia política”. O candidato explicou que esta proposta se dá ao fato de que Medvedev começou vários processos positivos com relação a economia do país, além de mudanças políticas e no fortalecimento da democracia.