Publicado em: sexta-feira, 03/08/2012

Putin declara que banda punk não deve receber uma dura pena

Putin declara que banda punk não deve receber uma dura penaA sintegrantes da banda punk Pussy Riot estão passando por um julgamento emMoscou, na Rússia, depois que fizeram um show improvisado em uma igreja local.As três artistas poderão ficar por sete anos na cadeia. Nesta quinta-feira (2),o presidente do país, Vladimir Putin, afirmou que elas não deveriam passar porum julgamento tão severo. A apresentação da banda punk foi realizada em uma catedral, em fevereiro.

A declaração do presidente russo foi dada para a agência de notícias Interfax durante a visita do mandatário aos Jogos Olímpicos de Londres 2012. Putina firma que não concorda com a atitude das artistas, que fizeram a apresentação como uma forma de protesto contra o governo. No entanto, o presidente disse que elas não precisam receber uma pena muito rígida pelo ato.

Declaração

Putina firmou que espera que a corte julgue o caso de maneira adequada e justa e que somente a Justiça tem competência para tomar uma decisão. Vários grupos estão dando apoio para as integrantes da Pussy Riot. O apoio vem sido demonstrado através de protestos. Dentre os grupos que estão apoiando a banda está a cantora alemã, Nina Hagen, a banda Red Hot Chilli Peppers, a ONG Anistia Internacional e o cantor Sting.

O julgamento das artistas teve início na última segunda-feira e elas poderãoficar até sete anos na cadeia. As integrantes da banda de punk entraram na Catedral de Cristo Salvador, em fevereiro, e fizeram a apresentação da música”Virgem Maria, libertai-nos de Putin”. Elas estavam com os rostos cobertos e foram detidas logo após o protesto.