Publicado em: quarta-feira, 29/02/2012

PSDB adia prévias na capital paulista para 25 de março

A Executiva do PSDB paulista decidiu adiar a data das prévias do partido. A data prevista era 4 de março, mas foi remarcada para o dia 25. A decisão da mudança ocorreu em função da entrada do ex-governador José Serra na disputa interna do partido para concorrer à prefeitura. Serra anunciou nesta terça-feira que pretende participar das prévias e representar o partido nas eleições de 2012.

O anúncio da mudança das datas ocorreu após reunião entre os 18 membros da Executiva do partido. Depois de três horas discutindo, não houve consenso em torno da data, pois 10 tucanos votaram a favor da mudança e oito votaram contra. A reunião foi longa e com muito bate-boca entre os militantes presentes, pois nem todos concordavam com a entrada de Serra na disputa e nem com o adiamento das prévias.

João Câmara, que é um dos integrantes da Executiva do PSDB, criticou a entrada do ex-governador na disputa e disse que isso pode provocar divisões no partido. Segundo ele, a idéia inicial era que as prévias fossem no dia 11, mas Serra exigiu que fosse dia 25 para ter mais tempo.

O presidente do PSDB municipal, Julio Semeghini, ao contrário, tentou minimizar a falta de consenso dentro do partido e negou a existência de uma divisão entre os membros. Segundo Semeghini, o pedido de adiamento das prévias por parte do ex-governador ocorreu, pois ele quer ter tempo para mobilizar seus simpatizantes. Nas prévias do partido serão cerca de 20 mil filiados para escolher seu representante do partido. Serra deve disputar com o secretário estadual de Energia, José Aníbal, e com o deputado federal Ricardo Tripoli. Até semana passada eram quatro candidatos, mas Andrea Matarazzo e Bruno Covas desistiram da disputa para apoiar Serra.

Embora haja divergência, a grande maioria dos integrantes considera Serra o mais preparado para ganhar as eleições, pois possui mais força política. Na carta entregue ao partido, Serra diz que decidiu concorrer por influência de Gilberto Kassab (PSD) e Geraldo Alckmin (PSDB). O possível candidato ainda não falou com a imprensa, mas isso deve ocorrer hoje (29), em entrevista já agendada com a imprensa.