Publicado em: quinta-feira, 21/08/2014

PSB anuncia chapa presidencial, agora com Marina Silva e Beto Albuquerque

PSB anuncia chapa presidencial, agora com Marina Silva e Beto AlbuquerqueNessa quarta-feira (20), após reunir a Comissão Executiva Nacional do partido, o PSB apresentou a ex-senadora Maria Silva como candidata a presidente da República e o deputado federal Beto Albuquerque (PSB –RS) sendo seu vice. O anuncio oficial foi dado após a reunião, na sede do partido, em Brasília. De acordo com Beto Albuquerque, a decisão foi unanime da executiva. Agora que já está decidido, a legenda precisa ir ao Tribunal Superior Eleitora (TSE) registrar a nova chapa. Todas as eventuais mudanças que ocorreram na chapa serão anunciadas uma semana depois da morte do candidato Eduardo Campos, em um acidente aéreo, envolvendo ele e mais seis pessoas – dois pilotos e quatros assessores da campanha, em Santos (SP). Marina Silva era a candidata a vice pelo PSB.

Após chegar a sede do partido na noite de ontem, em torno das 20h, Marina Silva alegou que deve responsabilidades a legenda, já que assumiu um compromisso no ao passado após formar a chapa com Eduardo Campos. Ela também ressalta que há um compromisso com as responsabilidades já assumidas, construídos dia após doa, sob a liderança de Eduardo. A presidenciável ressalta que já existem projetos e responsabilidades já assumidas e construídas, por isso recebe de forma afetuosa uma carta que chama de carta-inventário, onde o presidente Roberto Amaral a diz qual o significado da luta, da trajetória do partido e que agora, juntos, possuem a responsabilidade de ajudá-lo a se levantar depois da perda irreparável. Ela finaliza seu discurso com um bordão criado e muito usado por Eduardo Campos: “Não vamos desistir do Brasil”.

Legado de Eduardo Campos

O vice, Albuquerque, garantiu que ele e Marina não interromperão, deixando pela metade a herança política de Eduardo Campos, destaca que os dois estão dispostos a fazer o que Eduardo sempre o disse em todo esse tempo – nos 20 anos de caminhada -, que nunca se pode deixar nada pela metade, por esse motivo, foram chamados para que não deixem pela metade o legado de Campos.