Publicado em: quinta-feira, 11/08/2011

Prova do Enem: Acordo permite que candidato tenha acesso à prova corrigida

O Ministério Público Federal do Distrito Federal e o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) assinaram nesta quarta-feira (10) um acordo que garante que os candidatos do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) tenham direito a acessar a correção das provas a partir de 2012. Atualmente, este acesso não é permitido segundo o edital do Enem.

O termo de compromisso de ajustamento de conduta possui caráter meramente pedagógico, que quer dizer que os candidatos não podem apresentar recursos contra as correções. O acesso às provas servirá apenas para o estudante conhecer o próprio desempenho, identificando pontos fracos e fortes na sua estratégia de estudo”, diz o procurador da República Peterson de Paula Pereira, signatário do acordo.

Para o procurador, a maneira que é feita a correção utilizada pelo Inep em relação às provas do Enem é segura e suficiente para a identificação de falhas e pode evitar prejuízos ao candidatos. O acordo não especifica de que maneira será feito o acesso as provas corrigidas.