Publicado em: segunda-feira, 23/04/2012

Protestos em todo o país pedem o julgamento do mensalão

O sábado de 21 de abril marcou a presença de milhares de pessoas nas ruas. O objetivo foi pedir o julgamento do mensalão que ocorreu durante o governo Lula em 2005. Se não for julgado logo, o caso poderá prescrever. O evento ocorreu em mais de 80 cidades brasileiras e pediu agilidade ao Supremo Tribunal Federal (STF). Os manifestantes pedem que o STF investigue as 28 pessoas que são réus do processo. Se o julgamento não ocorrer até o mês de junho, o processo pode ser adiado para 2013.

Outras reivindicações também fizeram parte da manifestação, como a ficha limpa para todos os cargos públicos, a transformação de corrupção em crime hediondo e o fim do voto secreto no Congresso. Em Brasília, de acordo com a Polícia Militar, havia 3 mil pessoas. Todos vestiam roupas pretas e se concentraram na esplanada dos Ministérios.
O ministro Ayres Britto, atual presidente do Supremo, disse que pretende finalizar o julgamento nos próximos meses e isso será antes das eleições municipais.

OAB estimava 20 mil pessoas na passeata

Também houve protesto nas capitais, sendo com maior ênfase no Rio de Janeiro. Embora o tempo não tenha ajudado os cariocas, eles se reuniram na orla para pedir mais rapidez no julgamento do caso. As aglomerações começaram por volta das 10 horas, no entanto, a expectativa era de 20 mil pessoas em Brasília e esse número não foi alcançado, segunda a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), que estava organizando o ato junto com outras entidades. O número ficou em aproximadamente 3 mil pessoas quando o movimento de aproximou da Praça dos Três Poderes. Ao final, cantaram o Hino Nacional e terminaram a passeata. Esses movimentos anticorrupção, organizados pela sociedade civil já defenderam causas como a aprovação da Lei da Ficha Limpa.