Publicado em: quinta-feira, 24/07/2014

Pronto Socorro da Santa Casa de São Paulo retorna suas atividades na noite desta quarta-feira

Pronto Socorro da Santa Casa de São Paulo retorna suas atividades na noite desta quarta-feiraSem prestar atendimentos desde terça-feira, o pronto socorro da Santa Casa de São Paulo retornou as suas atividades na noite desta quarta-feira, a paralisação ocorreu às 18h de terça-feira, o motivo foram as dificuldades financeiras pelas quais a instituição passa.

Momentos antecedentes as 22h desta quarta-feira, funcionários da instituição fizeram a retirada da faixa, com o comunicado de suspensão de atendimento, da porta principal, logo após a reabertura da instituição um jovem que necessitava de exame chegou juntamente cm sua mãe, segundo Rosimeire de Jesus, eles foram para a Santa casa encaminhados pelo pronto Socorro João Paulo, momentos depois, uma ambulância também deu entrada no local.

O anúncio sobre a reabertura do pronto socorro foi feito pela Diretoria da Santa Casa, o maior hospital filantrópico da América Latina, estava previsto para reabrir as 22h desta quarta-feira, segundo o comunicado.

Segundo informações passadas pelo Provedor da instituição Kalil Rocha Abdala, o que possibilitou que a paralisação chegasse ao fim, foi o acordo realizado entre a instituição com a Secretaria Estadual da Saúde, porém de acordo com Kalil, o acordo firmado não agradou a instituição, já que a Santa Casa possuí em torno de R$ 50 milhões em dívida e o Governo do Estado fez a liberação de apenas R$ 3 milhões, em caráter de emergência.

De acordo com David Uip, Secretário estadual da Saúde, o repasse de novas verbas para instituição está dependendo de uma auditoria a ser realizada nas contas do centro clínico, já que a instituição vem apresentando aumento no valor de suas dívidas de maneira expressiva com o passar dos anos.

O provedor da instituição declara que solicitou para que o secretário enviasse uma equipe para realizar as verificações nas contas da instituição, Kalil declarou ainda que todos tem convicção da lisura apresentada na contabilidade, segundo o Provedor, o Governo concordou com a liberação de recursos para que a dívida da Santa Casa seja paga, o repasse será realizado em parcelas.