Publicado em: terça-feira, 19/03/2013

Pronatec abre inscrições e tem 32 mil vagas

Pronatec abre inscrições e tem 32 mil vagasO Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) conta com 32 mil vagas que estão disponíveis para cursos de maneira gratuita em escolas públicas estaduais e federais e em unidades do Senai, do Senac, do Senar e do Senat, e é denominado como Bolsa-Formação. As inscrições começaram em 18 de fevereiro e não contam com um prazo para terminar. Este processo ocorre de maneira continua e as inscrições podem ser realizadas através do portal do Pronatec.

Conforme aponta o ministério da Educação (MEC), no primeiro momento vão ter prioridade trabalhadores que estão cadastrados no Sistema Nacional para Emprego ou centros de referência para a assistência social. Podem ser inscritos trabalhadores, incluindo agricultores de famílias, silvicultores, aquicultores, extrativistas e pescadores, além de povos indígenas, comunidades quilombolas, adolescentes e jovens que estão cumprindo medidas socioeducativas, pessoas desempregadas, pessoas que tem deficiência, pessoas que estão recebendo benefícios em programas federais de transferência de renda ou que estão cadastradas no CadÚnico, além de praças de Exército e Aeronáutica que tiveram baixa do Serviço Militar ou que são atiradores, estudantes que estão matriculados no ensino médio em escolas públicas, incluindo a Educação de Jovens e Adultos (EJA).

Caso a pessoa não encontre a opção que deseja, o candidato poderá fazer a indicação de até três cursos do seu interesse para que seja avisado quando novas vagas aparecerem.

O Pronatec teve sua criação através do governo federal no ano de 2011 tendo o objetivo de que seja ampliada a oferta de cursos para a educação profissional e tecnológica e oferecer dois tipos de cursos, o técnico, para quem foi matriculado no ensino médio, que tem duração de um ano, e o curso para formação inicial e continuada ou de qualificação profissional, que duração mínima de até dois meses.

A meta do Pronatec para o ano de 2013 é que sejam gerados mais de 2,3 milhões de vagas, e grande parte na modalidade da bolsa-formação, que são vagas de maneira gratuita para cursos com rápida duração em escolas públicas federais e estaduais e em unidades para ensino do Senai, Senac, Senar e Senat. Até o fim do ano deve chegar a 900 mil vagas que foram ofertadas através do Bolsa-Formação.