Publicado em: quinta-feira, 21/06/2012

Promotoria norueguesa pede internação de atirador Breivik

Nesta quinta-feira (21), a promotoria da Noruega solicitou que o extremista de direita, Anders Behring Breivik, receba uma internação psiquiátrica. O pedido foi feito porque a promotoria acredita que o atirador é psicótico e, por este motivo, é penalmente responsável pelo assassinado das 77 pessoas em ataques cometidos no ano passado no país.

Em sua declaração, a promotoria pediu para que o acusado seja obrigado a fazer um tratamento psiquiátrico. A promotoria declarou que, caso o tribunal condene Anders Behring Breivik, as condições de sua retenção devem ser cumpridas. A promotoria do caso não tem dúvidas de que o atirador da Noruega receba uma severa pena de 21 anos de detenção.

Condenação

No entanto, os juízes poderão ter uma conclusão contrária sobre a saúde mental de Breivik. De acordo com o promotor Svein Holden, caso o tribunal conclua o caso de maneira diferente, o acusado pode receber uma pena de 21 anos de detenção que poderá ser prolongada, por tempo incerto, se o réu foi considerado altamente perigoso. Após ouvir a solicitação dos promotores de seu julgamento, o extremista se levantou e fez o já tradicional gesto de saudação.

Breivik bateu o punho fechado contra o peito e estendeu o braço direito, fazendo a saudação de extrema-direita. Um dos principais elementos do julgamento é a saúde mental do norueguês, que explodiu uma bomba próxima a sede do governo em Oslo e atirou contra jovens na ilha de Utoya. Os atentados causaram a morte de 77 pessoas no dia 22 de julho do ano passado.