Publicado em: sábado, 13/08/2011

Profissionais da saúde em São Paulo receberão reajuste salarial

O governador do estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, informou nesta quinta-feira (11) que os funcionaria da área de saúde que atuam no estado devem receber o aumento de 9% a 40% do salario base mais gratificações. O projeto estadual deve fazer o reajuste para 80 mil servidores, ativos e inativos. O projeto será encaminhado à Assembleia Legislativa na próxima semana.

“No caso da saúde, são 80 mil servidores [beneficiados], 60 mil da ativa e 20 mil aposentados e pensionistas. Ninguém ficou fora: toda área meio [ou administrativa] entrou, do nível administrativo e operacional até o nível universitário. A carreira foi reestruturada o que possibilitou o aumento de até 40% em algumas carreiras”, declarou o governador.

O reajuste foi anunciado como um dos planos para a reestruturação dos empregos no setor. Ele terá i impacto anual de R% 270 milhões no orçamentos. “São R$ 464 milhões que o governo vai investir valorizando seus servidores, corrigindo distorções, fazendo justiça, reestruturando carreiras importantes para a saúde e outros setores”, informou Alckmin.

Durante a divulgação do programa o governador disse que não acredita em uma possível no setor da saúde. “Eu não acredito. Certamente não é o ideal, mas todas as entidades foram ouvidas”. De acordo com Alckmin, a maior cobrança dos servidores, que era a reestruturação salaria, será atendida pelo projeto.

Os médicos e dentistas do estado devem receber o aumento percentual de 19,5%. O governador ainda disse que o plano de carreira dos médicos deve ser discutido com as entidades representantes da categoria.