Publicado em: terça-feira, 22/04/2014

Professora mineira cria versão de “Beijinho no Ombro” para reivindicar aumento salarial

Professora mineira cria versão de “Beijinho no Ombro” para reivindicar aumento salarialUma professora do Município de Contagem, Minas Gerais, ganhou notoriedade ao postar um vídeo na internet onde ela aparece cantando uma versão para a música “Beijinho no ombro” da funkeira Waleska Popozuda, Cristiane Karoline de Oliveira disse que a ideia da música veio logo depois que o sindicato da categoria sugerir que eles fizessem paródias com músicas de artistas atuais.

Segundo Cristiane a música foi fonte de inspiração para criação de sua letra porque essa é uma de suas preferidas, além disso a professora de 29 anos de idade disse que pode ser muito bom receber o apoio da Waleska Popozuda na causa dos professores, ela justifica dizendo que os estudantes da escola adoram funk e que esse apoio viria em boa hora.

Cristiane declarou ainda que pela repercussão e as proporções que o vídeo ganhou ela já recebeu convites de agências de modelos para realizar trabalhos, no vídeo Cristiane aparece cantando a música com muita desenvoltura e simpatia, o que pode ter ocasionado o interesse.

Os professores das escolas municipais de Contagem pedem a Prefeitura um aumento de 19% e além disso eles pedem para que eles possam ter assistência médico hospitalar e também para que sejam reavaliadas as condições dos planos de carreira, além de tudo isso foi pedido pelos professores que sejam realizadas melhorias nas escolas também.

Segundo a direção do Sindicato dos professores que trabalham no município de Contagem, o atual secretário de educação José Ramonieli é uma pessoa que age com autoritarismo e que por esse motivo qualquer diálogo se torna muito dificultoso.

Uma reunião está prevista para acontecer no dia de hoje entre os professores atuantes na cidade e a secretaria municipal de educação para efetuar possíveis acertos e acordos, caso não haja uma solução satisfatória para ambos os lados o sindicato declara que poderá haver greve na cidade.