Publicado em: domingo, 07/10/2012

Professor brasileiro de ensino fundamental recebe um dos piores salários do mundo

Levantamentos feitos por alguns economistas, algumas agências da Organização das Nações Unidas (ONU), pela Organização Mundial de Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE) e pelo Banco Mundial relatam que os professores dos colégios de ensino fundamental do Brasil recebem uns dos vencimentos mais baixos na categoria em todo o planeta, o valor é inferior ao Produto Interno Bruto (PIB) per capita da nação.

Em 2011, o banco UBS realizou uma pesquisa, onde os economistas fizeram a constatação de que um educador do ensino fundamental de São Paulo recebe o valor médio de US$ 10,6 mil ao ano. Isto equivale a somente 10% dos ganhos de um docente suíço que trabalha no mesmo período. Os vencimentos médios de um professor em Zurique, a maior cidade da Suíça, são de aproximadamente US$ 104,6 mil ao ano.

Um outro estudo feito pela Organização internacional do trabalho (OIT) e pelo órgão da ONU sobre educação, ciência e cultura (Unesco) demonstrou que docentes que iniciam sua carreira no páis têm vencimentos bem infereriores em uma lista composta por 38 países. No Brasil, o salário mediano por ano de um mestre que inicia sua carreira no País alcança somente US$ 4,8 mil. Já na Alemanha, o salário mediano anual é de US$ 30 mil.

Em outro estudo, a OCDE relatou que o valor mediano dos vencimentos no ano de 2009 em países desenvolvidos era de aproximadamente US$ 39 mil ao ano, contando docentes do ensino fundamental com uma experiência de 15 anos. O Brasil não forneceu dados para esta pesquisa da OCDE.

A remuneração dos professores que trabalham no ensino fundamental é mais baixa do quea renda média nacional. Conforme aponta o Banco Mundial, o Produto Interno Bruto (PIB) per capita no Brasil chegou a US$ 11,6 mil no ano passado, US$ 1 mil maior que o que ganha um docente.